Meu look para a festinha anos 90 =)

Alguns dias atrás teve uma festinha temática para inaugurar a casa nova onde estou morando em SP. Até falei aqui no blog sobre as inspirações para montar um visual 90′s e a minha dificuldade em achar O look para a festa.

Pensei em ir de Spice Girls, Courtney Love, Carla Perez na época da pobreza e Punk, a Levada da Breca hahahaha. Mas, como sempre, deixei tudo pra última hora e tive que me virar no sábado para achar um look bacana.

Depois de uma peregrinação frustrada pelos brechós perto de casa, resolvi “aproveitar” o meu cabelo e ir de … Carrie Bradshaw! :D

O look da abertura de Sex And the City não tem erro: sainha de tule e uma blusa rosa blush. Mas, mesmo sendo simples, precisava de um help gigante pra fazer essa saia. E aí mais uma vez contei com a ajuda das meninas da Afer, que – em apenas algumas horas – fizeram essa saia de tule pra mim !!!

O resultado final:

cg

 

Claro que era uma Carrie plus size néam, porque essas canelinhas da SJP eu nunca tive nem quando era um feto hahahahaha :P

A festa foi super divertida e a galera caprichou nos looks. Tinha Axl Rose, Slash, Maria do Bairro, Fora Collor e Baywatch!!!

Fotografei apenas algumas, no comecinho da festa. Uma pena, porque tinha muito look legal. Mas eu preferi curtir o rolê a ficar pagando de fotógrafa. Desculpaê :P

Atalija maravilhosa foi de Mia Wallace

DSC09358

Anelise foi de , com direito a todas as bijoux tranqueiras da época, que – não sei porque – ela ainda tem! kkkkkk

DSC09362

Lígia Krás foi de Courtney  Love e estava muito preocupada com o bebê dela, andou a festa toda com essa mamadeira procurando a criança :P

DSC09367

Lyna foi de alguma coisa entre Punk, a Levada da Breca, e um adolescente travesti.

DSC09370

Erikinha nasceu nos anos 90 e não fazia ideia de como as pessoas se vestiam na época. Então a gente “montou” ela com a minha jardineira e esse Scrunchie no cabelo.

DSC09371

Paula Feck foi de Patricinha de Beverly Hills (Não lembro o nome da personagem dela, mas é aquela da Brittany Murphy)

DSC09386

E essa galera foi de Fora, Collor! e arrasou muito na performance!!!

93641dbeb23011e383f912cdbc842e41_8

 

Fica aí a inspiração caso alguém esteja com alguma festinha 90′s na agenda ;)

Visitinha à Afer e closet renovado =)

Quem acompanha o blog e o meu Instagram (@gladisvivane pra quem quiser seguir) sabe que a Afer é uma loja aqui de São Paulo que eu super admiro e que virou minha parceira de trabalho. E nem é jabá do blog, tá? :P

Na verdade eu cuido das mídias sociais da loja, produzindo conteúdo para o Facebook e o blog deles.Desse trabalho vieram outras parcerias e eu estou sempre lá pela Afer. Para pegar algum material pro site, para fazer fotos, para alguma reunião… E aí não tenho mesmo como resistir àquele mundo de roupa linda, que mais parece a sala de figurino de Mad Men. Sendo assim, acabo trazendo sempre uma pecinha ou outra pra casa.

Vale a pena ler o primeiro post que fiz sobre a loja, contando a história da Afer e falando do estilo único e tão especial das coisas que eles produzem. E o melhor: tudo produzido lá mesmo, no ateliê que fica na parte de trás da loja de Pinheiros. Tudo muito bem feito, acabamento perfeito, modelagem que respeita nossas curvas – ou seja, só amor <3

Da última vez em que estive por lá, achei tanta coisa linda que achei que valia a pena fotografar pra mostrar pra vocês. Tenho muitas amigas em Natal que amam as coisas da Afer e estão programando visitinha à São Paulo só pra voltar com a mala recheada de belezuras com estilinho retrô.

Isso me faz pensar que, quando eu voltar pra Natal, meu destino é abrir uma loja ladylike para as fãs do estilo na minha querida Suncity :D

Mas vamos deixar de conversa e ver os looks?

IMG_2696
IMG_2695
IMG_2716
IMG_2728
IMG_2744
IMG_2738
IMG_2787
IMG_2816
IMG_2830

 

Gostou? Passa lá! Anota aí os endereços das duas lojas em São Paulo:

 

Rua Artur de Azevedo, 1199
tel. 11 3628 2971

Alameda dos Anapurus, 1247
tel. 11 5052 3405

 

 

A última moda pra lá da Muralha*

*Escrevi essa matéria para a Revista Glam no ano passado. Como daqui a poucas horas estreia a nova temporada de Game of Thrones, achei oportuno reproduzir o texto aqui no blog. Quer saber um pouco mais sobre o figurino da nossa série preferida? Então cola nessa matéria que é sucesso! ;)

Game-of-Thrones-cast

“The winter is coming”. A sentença que prevê a chegada do inverno poderia muito bem ser um anúncio de coleção nova ou a chamada de um desfile. Mas, graças ao enorme sucesso da série Game of Thrones, quando ouvimos falar em inverno logo pensamos na família Stark, em Winterfell e nos perigos que rondam a Muralha.

Se você não faz ideia do que são essas coisas e está pensando em passar a página porque esta é uma revista de moda e é somente este o assunto que lhe interessa, espere mais um pouco porque estamos aqui para falar justamente de moda. Ou melhor, do maravilhoso figurino de Game of Thrones.

A série é adaptada dos livros ‘As Crônicas de Gelo e Fogo’, do americano George RR Martin. A terceira temporada, exibida pelo canal HBO, causou comoção nas redes sociais e se manteve, semana após semana, como um dos assuntos mais comentados na internet.

A receita do sucesso? Um roteiro dinâmico, personagens interessantes, um autor sádico que adora fazer os leitores sofrerem matando seus personagens preferidos e – claro – um figurino deslumbrante.

A história se passa em  um reino medieval fictício, onde reis e rebeldes lutam pelo poder. Os territórios que servem de cenário para o desenrolar da história são vastíssimos e cada lugar tem suas peculiaridades. Isso permite uma riqueza de detalhes incrível no figurino. No mesmo episódio nós podemos ver por exemplo as pesadíssimas roupas dos homens da Patrulha da Noite, que vivem no extremo norte – onde o inverno nunca acaba,  e os semi nus soldados do exército de Daenerys Targaryen, atravessando desertos debaixo de um calor de rachar. Cada núcleo tem a caracterização muito bem definida.

Todo o trabalho de figurino e caracterização é orquestrado pela inglesa Michele Clapton, que já ganhou um Emmy de melhor figurino pelo desempenho em Game of Thrones. Michele já teve uma grife própria e também já trabalhou produzindo o visual de músicos e bandas. Mas foi como figurinista de Tv que ela fez sucesso. Depois de assinar a caracterização de Elizabeth I, minissérie estrelada pela atriz Helen Mirren, ela ganhou respeito como pesquisadora e criadora de visuais de época. Na equipe de Game of Thrones  ela coordena uma turma gigante de tecelãs, costureiras, bordadeiras, artesãos e armeiros. Não há um só detalhe no figurino que não seja de produção própria da equipe. A maioria das roupas é feita a partir do zero, com a equipe de tecelagem produzindo os tecidos. Os armeiros e ferreiros trabalham em Belfast, na Irlanda do Norte, forjando as armas, escudos e armaduras da série com o mesmo processo artesanal que se fazia na Idade Média. Depois de prontos, os figurinos passam ainda pelo setor de avaria, que desgasta as peças para dar mais realismo no vídeo. Dos vestidos de festa às armas dos soldados, tudo é fruto de muita pesquisa.

Em todas as entrevistas que dá, a figurinista reforça que o segredo do figurino de GOT é a imersão da equipe no universo da série. A produção das roupas de cada núcleo leva em consideração o ambiente em que os personagens vivem e situações como limitação de matéria prima e isolamento geográfico. Isso faz com que, a cada aparição de novos personagens, uma nova história seja contada a partir do visual deles.

 

Um pedacinho de Westeros no Brasil

Parte desse mundo criado por Michele Clapton esteve bem perto dos fãs brasileiros no ano passado. Em abril, uma exposição promovida pela HBO levou parte dos figurinos e dos objetos de cena de Game of Thrones para cinco cidades do mundo. No Brasil a exposição foi montada em um shopping de São Paulo e contou com peças de roupas dos principais personagens, armas, croquis originais e até uma réplica do Trono de Ferro onde os fãs podiam tirar fotos posando como reis e rainhas de Westeros.

DSC07759

O figurino da família Stark

DSC07766

Detalhes do figurino de Catelyn Stark

A mostra foi dividida por núcleos familiares. A casa Stark, uma das principais, ficava logo na entrada. Os trajes expostos eram os mesmos que os personagens usaram no primeiro capítulo da série, quando a família protetora do Norte recebe a visita da comitiva real. Em seguida vinham os figurinos de Porto Real. O vestido vermelho da rainha Cersei e a armadura de Tyrion Lannister eram as peças mais fotografadas.

DSC07690

Figurinos da rainha Cersei Lannister e de Tyrion Lannister

DSC07793

Fazendo carão perto do vestido da BITCH hahahahaha

Destaque também para os figurinos de Daenerys Targaryen! Com manequins em tamanho real, chamava atenção a baixa estatura da atriz Emilia Clark, que parece ser bem mais alta na tela, na pele da poderosa Khaleesi.

DSC07718

As roupinhas que a Khaleesi compra na sessão infantil da Riachuelo =P

DSC07717

DSC07731

Ovinhos de dragão =)

As roupas da patrulha da noite e dos selvagens também estavam lá. Botas pesadíssimas de couro e pele, que são a última moda do lado de lá da muralha. A coroa do rei, o broche da Mão, as espadas… Tudo estava exposto, para deleite dos fãs. Até mesmo uma réplica da cabeça decapitada de Ned Stark – desculpem o spoiler, mas é impossível não citar esse detalhe!

No final da exposição havia ainda um simulador de arco e flecha, para que as pessoas pudessem também se sentir dentro da Batalha da Água Negra.

Depois da imersão no mundo da séria, impossível não sair de lá desejando um pouco daquela estética medieval.

 

Medieval Haute Couture

O mundo da moda também andou se encantando pela estética de Game of Thrones e algumas marcas têm deixado transparecer uma inspiração medieval em suas coleções. A volta de tecidos pesados e imponentes, os bordados, as pedrarias e às vezes tudo isso junto. Como a informação de moda circula rápido, a tendência chega de forma veloz também às cadeias de fast fashion, como Zara e H&M.

Mas o que deu o que falar mesmo foi a coleção da Givenchy na temporada passada, com incríveis semelhanças com o visual de Game of Thrones. A inspiração não foi oficialmente confirmada pela marca, que divulgou apenas que as peças tinham sido inspiradas na moda cigana. Mas os blogs e revistas de moda logo se apressaram em fazer comparações colocando lado a lado as fotos da Givenchy e algumas peças do figurino da série (veja aqui).

Inspirando ou não a Givenchy, o fato é que o figurino de Game of Thrones é um dos mais bem feitos da história da televisão. Os especialistas dizem inclusive que a série e o preciosismo de sua caracterização inauguraram um novo momento para as produções de TV, que agora estão no mesmo patamar  – e às vezes até além – do que é produzido para o cinema.

E é por isso que você não pode deixar de ver Game of Thrones. Pela trama, pelos personagens e, claro, pela moda!

;)

 

 

 

App Moda Livre – Bom saber!

De vez em quando aparece na mídia uma triste notícia de marcas de moda usando trabalho escravo no seu processo de produção. Sai no jornal, a gente pensa “nossa isso ainda existe hoje em dia”. Fica aquele bichinho da consciência correndo nosso pensamento “se a gente compra, está contribuindo pra isso”.

Pelo menos eu fico assim. Conheço gente que não dá absolutamente a mínima e, se você é desse time, pode parar a leitura aqui.

Mas se você pensa que é importante conhecer os processos de produção para que possa deixar de consumir coisas que violam as suas regras morais, esse aplicativo é bem útil pra você!

moda

O  Moda Livre é um aplicativo que avalia as maiores varejistas do mercado de moda no Brasil e também empresas que não estão entre as grandes, mas que já foram autuadas por infrações relacionadas ao trabalho escravo.

O app é mantido pela ONG Repórter Brasil, uma organização que é referência na luta contra o combate ao trabalho escravo e na defesa de direitos sociais e ambientais.

Para realizar as avaliações, o pessoal da Repórter Brasil usa as informações de denúncias ao Ministério do Trabalho e Emprego e também faz questionamentos às empresas envolvidas.

Analisando os dados e as respostas das marcas, o serviço as classifica em três tipos diferentes de relação com o trabalho escravo: “verde” para quem não tem ligação e faz fiscalizações eficientes; “amarelo” para as empresas que precisam aprimorar seus mecanismos e “vermelho” para aquelas que não fiscalizam seus processos e têm históricos desfavoráveis.

Muitas empresas punidas por usar trabalho escravo alegam que não sabiam o que se passava. Elas terceirizam parte da produção e não fiscalizam o sistema de trabalho dessas oficinas terceirizadas. Isso é tão criminoso quanto ter trabalho escravo dentro de sua própria fábrica. A partir do momento em que você terceiriza parte do processo, é responsabilidade sua saber como ele se dá!!

Além da avaliações, o Moda Livre tem também uma aba detalhando o que configura trabalho escravo e uma seleção de notícias diárias sobre o tema.

Se você goste e consome moda (e quem não consome? ninguém anda nu, não é mesmo?) tem que baixar já e ficar de olho!

(O app está disponível para iOS e Android ;) )

Ah, os anos 90! =)

Oi, gente!

Acho que ainda não falei da novidade aqui, mas me mudei recentemente e estou morando em uma casa agora, com duas amigas travestchys animadíssimas.

É claro que a mudança merece ser comemorada, com um open house digno da minha nova fase em SP, né?

Então nesse sábado (mais conhecido como amanhã) vamos fazer uma festa cujo tema é: Anos 90! :D

O detalhe é que eu ainda não escolhi meu look 90′s e terei apenas algumas horas amanhã para andar por uns brechós e me virar. Esse post é só pra vocês me desejarem sorte na busca por esse look e pra compartilhar o meu mural de inspirações do tema hahahaha

Fpi uma delícia juntar tanta imagem de coisa trash/maravilhosa que fez parte da minha infância <3

Ou, quem sabe, vocês podem me indicar aí nos comentários algumas sugestões de personagens dos anos 90 que eu possa incorporar =D

walt90s

Ballet clássico – possível, divertido e melhor que academia =)

Uns meses atrás eu cheguei em um momento bem dramático na minha vida de gordinha: minhas roupas preferidas não estavam mais vestindo tão bem. Algumas sequer fechavam. Aí soou aquele alerta vermelho MINHA FEEEEELHA É HORA DE EMAGRECER PORQUE VOCÊ NÃO TEM DINHEIRO PRA MUDAR TODO O GUARDA-ROUPA SÓ PORQUE QUER COMER VIRADO À PAULISTA TODO DIA!

Eu nem me importo de ser cheinha, fofinha, gostosinha (escreva aqui o seu eufemismo preferido hahaha). Nunca fui magra, sempre tive os braços e as coxa beeeem gordinhos. E gosto do meu corpo. Não acumulo gordura na barriga e tenho o tronco bem fino, o que rende uma cintura legal, que fica bem de vestido e saia godê (meu tipo de roupa preferido) então estava tudo bem.

Tudo bem até eu começar a não poder usar as roupas que mais amo. Porque eu tenho uma relação muito especial com as minha roupas. E se vocês se interessam em ler isso aqui, devem ter também aquele apreço diferente às peças que te ajudaram a fazer a sua história. Um casaco comprado numa viagem especial, o sobretudo que foi da minha avó, a saia que eu estava usando quando conheci Veneza, um vestido de brechó que, apesar de ter mais de 60 anos, parece ter sido costurado pra mim…

São muitas coisas importantes das quais não quero me desfazer, então decidi que a única saída é perder uns quilinhos – e depois manter o peso, é claro. Comprei uma dieta pronta no Prontolight (depois escrevo um post sobre) para dar aquele choque nas gorduras e decidi levar a sério esse negócio de fazer exercícios.

Aí começa o drama. Porque eu já tentei me manter na academia mais vezes do que a Madonna trocou de marido. Uma semana indo todos os dias foi o meu recorde histórico. Então eu parei de tentar e me forçar a fazer uma coisa que eu odeio e realmente me deixa de mau humor e fui atrás do único exercício físico possível para mim: a dança, mais precisamente o ballet clássico ♥

ballet

Fiz ballet muito tempo quando era criança e parei adolescente. Eu não tinha o biotipo de bailarina, mas sempre tive muita facilidade para tudo relacionado à dança. Aí fiz jazz, dança contemporânea, sapateado, essas coisas todas.

Uns anos atrás voltei ao ballet lá em Natal, numa turma que a EDTAM abriu só para adultos. Era uma delícia! E aí resolvi procurar algo parecido aqui em SP.

Com a febre do tal Ballet Fitness, não foi difícil encontrar academias que oferecem também ballet clássico. Mas o nível é bem diferente do que eu era acostumada em Natal – e o preço nem se fala.

Compartilhando minhas dúvidas nas redes sociais, vi que muitas meninas também queriam informações de onde fazer ballet. Daí chegamos finalmente ao objetivo desse post que é colocar aqui um mini guia com telefone, endereço e preço de algumas escolas de ballet em Natal e em São Paulo. Lembrando que aqui em SP eu só pesquisei as que estão perto de casa, ok?

 

Começando por Natal…

A minha cidade tem boas opções para quem quer estudar ballet depois de já crescidinha, mesmo para quem não tem experiência nenhuma com dança. As escolas têm turmas para quem quer voltar ao ballet ou para quem quer dar os primeiros passos rumo ao Bolshoi, independente da idade :P

Quando criança eu fazia aula no Ballet Municipal. As salas eram enormes e tinha uma senhora que tocava piano pra gente fazer aula (muito amor!). Depois fiz na EDTAM e era uma delícia também, em um casarão super antigo e lindo na Rua Chile.

Imagina gastar calorias enquanto faz uma aula com alguém tocando música clássica ao vivo e você vê pela janela o pôr do sol no Potengi? Muito incrível, né? Acho que é por isso que nunca me acostumei com aquele ambiente uó de academia!

Alguns endereços e telefones úteis para quem fazer ballet em Natal:

 

Ballet Municipal do Natal 

2 aulas por semana  – R$ 30,00 Matrícula + R$ 30,00 Mensalidade

Funciona na Capitania das Artes, Ribeira, telefone: 3232-4949

 

EDTAM

2 aulas por semana  -  R$ 40,00 Matrícula + R$ 40,00 Mensalidade

Fica na rua Chile, Ribeira, telefone: 3232 – 9726

 

Escola de Ballet Maria Cardoso

2 aulas por semana – R$ 130,00 Matrícula + R$ 145,00 Mensalidade

Fica no bairro de Capim Macio, telefone: 3081 3482

 

Studio Corpo de Baile

2 aulas por semana – R$ 165,00 Matrícula + R$ 190,00 Mensalidade

Tem duas unidades: Morro Branco e Neópolis. Telefones: 3211-6121 e 2020.9606

 

 

Já em São Paulo…

Aqui eu penei um bocadinho pra me convencer a me matricular em uma escola de ballet. Os espaços são pequenos (minúsculos, na vrdade), os vestiários só cabem uma pessoa por vez, faz um calor dusinfernus e são caríssimos. Sim, mais de trezentos reais por duas aulas semanais eu acho caríssimo, ainda mais quando não se tem uma puta estrutura.

Mas, é o que tem pra hoje nessa cidade e eu acabei escolhendo o Espaço Steps, que é mais perto de casa e com preço mais em conta. Gostei de lá também porque a professora é muito querida e gostei muito da aula dela. O único problema é que a sala não é climatizada e o vestiário é bem pequeno, o que faz com que seja uma tortura trocar de roupa lá naquele calor #sddsBalletdeNatal

Mas vamos aos endereços, telefones e preços. Todas as escolas oferecem uma aula experimental e aí você testar e escolher a que gosta mais.

 

Espaço Steps

2 aulas por semana – R$ 296 Mensalidade e não cobra taxa de matrícula (No plano trimestral fica R$ 260,00)

Fica na Rua Teodoro Sampaio, em frente à Praça Benedito Calixto. Telefone 3088 0291

 

Bravo Ballet

2 aulas por semana – R$ 150 Matrícula + R$ 365 Mensalidade (No plano trimestral fica R$ 345,00 a mensalidade, sem taxa de matrícula)

Fica na rua Joaquim Antunes, 668, Pinheiros. Telefone 3061-9524

 

Ballet Elza Prado

2 aulas por semana – R$ 120,00 Matrícula + R$ 255 Mensalidade.

Fica na rua Fradique Coutinho, 1176, Pinheiros. Telefone 3032-4217

 

Espaço Corpo Consciente

2 aulas por semana – R$ 314,00 (não cobra taxa de matrícula)

Fica na Rua Lisboa, 555, Pinheiros. Telefone 3085 9112

 

Estúdio Anacã

Tem aulas em vários dias da semana e custa R$ 495 o passe livre (você pode fazer qualquer aula da escola, nos dias que quiser)

Fica na Avenida Brasil, 649. Telefone: 3052-0763

 

 

Se alguém tiver mais dicas de lugares para fazer aula de ballet, manda aí nos coments :)

 

 

 

Carnavalizando o look \o/

Atualizando o blog em plena terça de carnaval? Isso é que é disposição, hein? :P

Acontece que amei tanto esse look, que estava louca pra postar aqui! Gostei porque foi uma produção pensada pra ser mais “temática” (usei pra ir trabalhar na sexta-feira de carnaval) mas mesmo assim ficou bem normal, totalmente possível e usável.

É colorido e cheio de vida do jeito que eu gosto, tem mistura de estampas e tem sapato novo que eu procurava há um ano e encontrei bem do jeito que eu queria, do lado da minha casa nova :)

IMG_2059

O vestido é da Laundry, uma loja aqui de São Paulo que acabou de fechar e vai reabrir em um novo espaço, daqui a um ano mais ou menos. Eu fui à loja no sábado, último dia de funcionamento, e achei esse vestido que me deixou apaixonada <3

Olha essa estampa, gente! Coisa mais linda!

A espadrille eu encontrei bem por acaso, passeando aqui perto de casa (acabei de me mudar e tenho feito visitas de reconhecimento constantes). Eu procurava uma sandália assim há muito tempo, mas nunca encontrava do jeito que eu queria! Daí que achei essa numa loja chamada Cervera Alpargateria, na Oscar Freire. Isso mesmo, uma marca que fabrica SÓ ALPARGATAS, dos mais variados estilos.

E lá finalmente encontrei a minha pretinha linda e confortável, como estava procurando. O bacana é que ela vem com duas possibilidades de amarração: com a fitinha ou com uma fivelinha de sandália “normal”(depois mostro outro look com a outra forma de usar).

IMG_2067
IMG_2076
IMG_2063
IMG_2073
g4
IMG_2091
IMG_2079

g6

Vestido: Laundry / Bolsa: Renner / Sandália: Cervera Alpargateria / Batom: Russian Red (MAC) / Lenço do cabelo: Roubei da minha roomie Sofia <3

Fotos: Carlos Magno (www.ateliedecomunicacao.com)

Um look feliz, para um dia mais feliz ainda (afinal, quem não dá pulinhos de felicidade no último dia de trabalho pré-feriado?)!

 

 

Os looks do Oscar 2014!

Vamos começar! Lá vem look…

OLIVIA WILDE

Se já existiu uma grávida mais linda que essa, eu desconheço. O vestido preto sem detalhe nenhum caiu perfeitamente nela. E esse rosto? E essa classe? E essa postura de carregar esse barrigão? Apenas maravilhosa, Olivia Wilde!

olivia-wilde-bares-baby-bump-on-oscars-2014-red-carpet-with-jason-sudeikis-01

PORTIA DE ROSSI

Não curti esse cabelo de quem foi ao Oscar de moto sem capacete, mas o vestido é um espetáculo!

portia-de-rossi-supports-wife-ellen-degeneres-at-oscars-2014-04

 

VIOLA DAVIS

Lá vem o bonde das madrinhas de casamento! E olha como tecido brilhoso marca barrighinha =/ Pra não ficar só no negativo, vamos dizer que amei o cabelo e o picumã tá salvando o look ;)

viola-davis-oscars-2014-red-carpet-with-husband-julius-tennon-02

 

AMY ADAMS

Picole de xuxu define. A pessoa é uma uma das favoritas ao Oscar e vai assim super sem gracinha, nãmmmm. Feia não está, mas não fez nenhum coraçãozinho acelerar.

amy-adams-oscars-2014-red-carpet-with-darren-le-gallo-01

 

LUPITA NYONG’O

Ma ra vi lho saaaaaa!!!! Eu não gosto de unanimidade e já fico com um pé atras quando todo mundo começa a idolatrar uma atriz. Mas é impressionante como essa menina tem aparecido cada vez mais linda nas premiações!

E tem uma naturalidade… Nunca parece montada, é graciosa, diferente, tem uma coisa que não sei explicar. O modelito azul bebê é Prada e segundo Lupita é uma homenagem à Nairóbi, sua cidade natal <3

lupita-nyongo-oscars-2014-red-carpet-01

 

CATE BLANCHETT

Cate sendo Cate. Como sempre, deslumbrante! Provavelmente Cate Blanchett é o único ser vivo na galáxia que fica bem até do crocs.

Tenho uma super implicância com vestido bordado com essas coisinhas pulando pra fora, mas nessa mulher tudo – absolutamente tudo – funciona!

cate-blanchett-is-a-red-carpet-winner-at-oscars-2014-05

CHRISSY TEIGEN 

Um dos meus vestidos preferidos da noite! Vocês já devem ter notado que eu adoro uma saia com volume, uma cintura marcada e uma estampa, né? Para melhorar o look eu prenderia esse cabelo. Porque acho que esse solto “festa na praia” não combina com Oscar :)

chrissy-teigen-john-legend-oscars-2014-red-carpet-05

NAOMI WATTS

Picolé de xuxu ataca novamente.

naomi-watts-oscars-2014-red-carpet-04

 

CHARLIZE THERON

Apenash AMAY esse look Dior! Acho que rola hoje uma overdose desse tule (ou sei lá que tecido é) transparente que deixa uma parte do vestido parecendo pele. Mas esse modelo realmente ficou deslumbrante usando esse “método”.

E esses dchiamantchys pendurado no pescoço? Morri!

 

charlize-theron-stuns-in-dior-on-oscars-2014-red-carpet-02

JENNIFER LAWRENCE

Eu super curto a J Law, acho que ela tem aquela vibe de “ai gatan, vamu ser amigan”, mas não é a aquela coisa assim cheia de estilo que faz meu coraçãozinho bater mais forte.

O Dior vermelho é bem bonito, mas acho que faltou uma emoçãozinho nesse look.

jennifer-lawrence-falls-on-oscars-red-carpet-2014-video-04-1

JESSICA BIEL

Sempre tem uma briba na festa, né?

A pessoa branquela, com vestido cor da pele, dá nisso. Uó!

jessica-biel-is-a-metallic-stunner-on-oscars-2014-red-carpet-03

 

ANNE HATHAWAY

Amoo a Anne Hathaway, mas esse busto decorado com anel de lata de coca cola não rolou. Parece um look daquele Tumbrl maravilhoso É sustentável mas é horrível.

 

 

anne-hathaway-flashy-entrance-on-oscars-2014-red-carpet-01-1

ANGELINA JOLIE

Dica absoluta, escolheu um vestido que não valorizou muito a silhueta.Mas, quem se importa quando você dá pro Brad Pitt né? Keep calm and deixe de recalque!

brad-pitt-angelina-jolie-oscars-2014-red-carpet-03

EMMA WATSON

Hermione, gata, que porra é essa? Viíuva triste em dia de finados. A menina super novinha, linda, com um look triste e apagado como esse, não orna!

emma-watson-rocks-metallic-on-oscars-2014-red-carpet-05

JULIA ROBERTS

Num primeiro olhar não gostei do look, mas depois me acostumei e achei diva! Não curto muito peplum, mas esse tá bem bacana e o decote é um arraso!

julia-roberts-oscars-2014-red-carpet-05

KERRY WASHINGTON

Se Olivia Wilde arrasou, Kerry preferiu o lugar comum das gravidas: se enrolou numa cortina e foi assim mesmo. Feia não estava, mas poderia ter ido bem melhor!

kerry-washington-cradles-baby-bump-on-oscars-2014-red-carpet-03

 

ELSA PATAKY 

A mulher do Thor foi com a barriga do Homer Simpson. Gente, desculpa, mas essa vestido deixou a barriga da criatura parecendo um saco de farinha. Pôdi!

chris-hemsworths-wife-elsa-pataky-flaunts-massive-baby-bump-at-oscars-2014-01

KATE HUDSON 

Linda and maravilhosa and deslumbrantchy! Lacrou com super bonder o cu dazinimiga!

kate-hudson-oscars-2014-red-carpet-02-1

LADY GAGA

Bizarra, demônia, tosca e esses adjetivos todos que são sinônimo de Gaga.

lady-gaga-metallic-goddess-on-the-oscars-2014-red-carpet-04-1

PENELOPE CRUZ

Não tenho opinião formada sobre esse look, mas acho que não curti. Esse rosa 15 anos, esse excesso de tecido, sei lá. Não ornou!

penelope-cruz-gorgeously-flows-on-oscars-2014-red-carpet-03-1

SANDRA BULLOCK 

Linda Miss Simpatia <3 Sandra Bullock não é exatamente um ícone fashion. Ela sempre prefere escolhas mais fáceis e nunca se arrisca muito no red carpet. Mas eu gosto dela e tenho uma certa tendência a gostar do que ela veste :)

sandra-bullock-gravitates-to-the-oscars-2014-red-carpet-02-1

 

 

Depois dessa eu capotei e dormi sem nem ver a entrega dos principais prêmios, hehehe.

Mas acordei agora e corri aqui pra adicionar mais uns looks à nossa lista, inclusive de algumas famosas na festa pós Oscar da revista Vanity fair. Vamos lá…

 

EVAN RACHEL WOOD

Vestido maravilhoso, digno de Oscar! Como toda travesti eu adoro um brilho néam? :) Esse modelo tem uma coisa meio anos 20/30, esse cabelinho curto com ondas ficou uma graça na produção.

Linda!

evan-rachel-wood-channels-old-hollywood-for-vanity-fair-oscars-party-2014-05-1

KIM KARDASHIAN

A Valeska Popozuda deles não descolou um convite pro Oscar, mas conseguiu entrada para a festa da Vanity Fair. Adoro esse estilo piriguetona da Kim e, me julguem, adorei esse vestido! Hahahahaha

kim-kardashian-bares-cleavage-in-red-dress-at-elton-john-oscars-party-2014-01-1

ZOOEY DESCHANEL

Zzzzzzzzzzzzzzzz essa musa dos hipster não me conquista. Tá sempre com esses looks “quero parecer descolada, compro minhas roupas em brechó”. Só gostei desse cabelo volumoso/cacheado lindo :)

zooey-deschanel-rocks-florals-ruffles-at-vanity-fair-oscars-party-2014-01-1

 

É isso gente! No geral não teve nenhum look bizarro ao extremo, ninguém fez a Cher ou a Bjork (o que deixou o Oscar um pouco chato, vamos combinar).

Também não teve nenhum look maravilhooooooso pra fazer a gente sonhar pro resto da vida. Acho que a minha preferida foi mesmo a Lupita <3

E vocês? O que mais gostaram/gongaram? :)

Em clima de Oscar…

Hoje é dia de Oscar e, muito mais do que saber quem vai ganhar o quê, eu fico doida pra ver o que as atrizes vão usar no Red Carpet :)

Não só pelo lance de admirar aqueles vestidos maravilhosos, mas porque esse desfile de looks deixa sua contribuição também na história da moda.

Quer ver como?

O Oscar existe desde 1929 e, olhando os figurinos usados na premiação ao longo dessas décadas, temos um gráfico perfeito da história da moda do século XX!

Olha que maravilha essas ilustrações com os modelitos usados por todas as atrizes ganhadoras do Oscar e os créditos de (quase) todos os looks:

blog
Fonte: Mediarun
Maravilhoso, não?
E hoje mais atrizes vão escrever um capítulo novo na história da moda e eu vou fazer cobertura “ao vivo” pro blog, postando os looks durante a premiação.
Vem comigo? :D

Look do dia: vestido mexicano

Oi, gente!

Que começo de ano lento por aqui né? Tirando os looks do Globo de Ouro, o blog tava paradinho paradinho… Mas vamos lá que as férias acabaram!

E ontem eu vim trabalhar com o meu vestido mexicano e lembrei que tinha fotografado esse look e ainda não tinha postado aqui.

Lembram que eu falei nesse post sobre o meu desejo por um vestido desses? Ao mesmo tempo eu tinha medo de ficar péssimo em mim porque eu tenho muito peito e a modelagem do mexican dress  é CRIMINOSA com quem tem peitão!

Assim que recebi o meu (que comprei na Beta Maria) e provei, percebi que usá-lo soltinho não rolaria MESMO. Fiquei com o shape do barril do Chaves hahahaha. Mas o cintinho resolveu o problema e eu acabei amando muito meu vestidinho <3

_DSC0139
_DSC0134
_DSC0120
_DSC0174
_DSC0106
_DSC0054

_DSC0175

Vestido: Beta Maria / Óculos: Ray Ban / Sapatilha: Maria Filó / Brincos: presente de uma amiga

Fotos: Carlos Magno (Ateliê de Comunicação)

 

E vocês, o que acharam? :D