icone_moda A modelagem perfeita dos vestidos da Toli

Não sei vocês, mas eu sou muito encucada com modelagem.

É como diz o José Gayegos (que eu sigo no twitter e adoro), ninguém se importa mais em aprender a modelar bem, nem com os acabamentos, o corte e todas as coisas que fazem, de fato, uma roupa ter bom caimento.

Não sou magra, tenho coxa, quadril, barriguinha… tudo que todo mundo “normal” tem. E adoro vestir roupas que respeitem os contornos do meu corpo. Isso é tão básico!

Noto que, cada vez mais, as roupas são feitas para mulheres que não existem: retas, sem curvas. Ficam lindas no cabide – e nas modelos, já que algumas são quase cabides humanos – mas se você ousa ter cintura e quadril, fica péssimo.

Por isso mesmo dei pulinhos de alegria qando provei alguns vestidos da nova coleção da Toli. Não sei quem está fazendo, mas que Deus abençoe esse(a) modelista!!!!

Os vestidos seguem as linhas do corpo, tem lugar para cintura, peito e quadril, caimento super bom! Trouxe um pra casa, mas minha vontade era trazer vários!

Depois eu mostro o que comprei em algum “luquidudia”

Por enquanto, vejam só  os que provei e amei…

Esses dois pretinhos foram meus preferidos.

O da esquerda tem a parte de cima de couro, perfeito para uma festinha… já o da direita é de uma tecido delicioso (jersey eu acho), muito confortável, clássico… vai do trabalho à balada tranquilamente!

Esse modelo envelope da esquerda é maravilhoso! E super emagrecedor. Veste tão bem que eu achei mais bonito em mim que na modelo no catálogo… e olha que era a Raica, hein!

Digam se não é o cúmulo da auto-estima??? Culpa da modelagem boa. Toda marca deveria trabalhar pra isso, fazer a gente se sentir mais bela que a modelo do catálogo kkkkk.

O pretinho da esquerda tem uma transparência super bonita na parte de trás, pena que esqueci de fotografar as costas =/

E o da direita foi o único “não preto” escolhido. Mas essa cor bordô é linda, e essa sainha dele, um charme! Uma coisa meio Azzedine Alaia, não?

Então, meninas que fazem parte do time das “com curvas”, podem se jogar nos vestidos da Toli! :D

 

Comentários

Comentários

25 thoughts on “A modelagem perfeita dos vestidos da Toli

  1. Adorei, Gladis! Nunca comento aqui, mas essa me ajudou. Com meu corpinho “pós-gravidez”, tô precisando renovar o guarda roupas e a auto-estima. Acho que a Toli vai me ajudar! E o dia dos namorados ta chegando =P … momento perfeito para esse post.

  2. Gostei do post por que também procuro vestidos assim, que respeitem os diferentes tipos físicos. A Toli não é uma marca que eu geralmente compre, fiquei surpresa em ver a coleção tão bacana. Fizemos na edição passada da Glam uma reportagem sobre “Modelistas”, uma profissão cada vez mais procurada e disputada pelos donos de marcas e ateliês Brasil a fora. A crise de “modelistas”, aliás, é algo mundial, como me disse a jovem Isabella Stephen, que se formou aqui no Senac e hoje mora em Londres e trabalha para um ateliê. Foi ela quem me inspirou a levantar essa pauta. Na entrevista, Tádzio França também conversou com a argentina radicada em Natal Martha Martinez, que foi ou é modelista da Toli, Uma Graça. etc. Essa entende do riscado. Bjs

  3. O envelope é lindo mesmo. Ficaram todos ótimos em você. Corpão lindo você tem. Fiquei curiosa pra ver a transparência nas costas que você esqueceu. E esse segundo, de jersey, parece ou é tipo essas saias ‘tulipa’ que estão em alta agora? Vi uma matéria sobre elas um dia desses. Gostei. Pra mim que não tenho muito quadril, elas ficam bem porque parece que dão volume. Estou certa? Beijão.

  4. Bom saber Gladis, pq tb tenho curvas, barriguinha e bumbum e cada vez mais está difícil encontrar roupas que valorizez e respeitem o corpo da maioria das brasileiras né? bjs

  5. Alguem mostra esse post pro meu namorado e diz que eu amaria qualquer um desses de presente de dia dos namorados!

  6. Você criticando a Flávia Pipolo pelo fato dela “comercializar” post e vem aqui com esse batalhão de propagandas: Toli, Spicy, etc…

    O fato dela receber em troca das postagens que faz e mostra no blog, não quer dizer nada… Não sei porque as pessoas se encomodam com isso. As peças que ela mostra são ótimas. Ruim seria se ela fizesse propaganda de algo ruim só por estar recebendo…

    1. OLha “Fernanda”, eu bem que poderia responder ao seu comentário dizendo que nunca direcionei minahs críticas a ninguém especificamente. Também poderia dizer que NENHUM desses posts foram pagos, e que quando comercializo um espaço no blog sinalizdo coma tag “publieditorial”.
      Mas me atenho apenas a dizer que não converso com gente que não é alfabetizada o suficiente para escrever “INCOMODA”.
      Pode levar esse recado. Grata.

  7. usei as roupas da toli minha gestação toda, incrível como ficavam boas mesmo com barrigão,e agora depois do bb continuo, e minha última aquisição foi o vestido preto da direita da primeira foto,ajuda a modelar o corpo e é fácil para amamentar,tem que pensar nisso tbm.

  8. Olha,
    gostei mais da lição de português em “Fernanda” que do post. Sou normal?
    É guerra, amei os vestidos, e olha, uma coisa é trazer conteúdo e dicas sem contraprestação no blog, outra É SOMENTE TRAZER PUBLIEDITORIAIS VAZIOS E SEM CONTEÚDO, com jeitinho de papo de amiga. Desse daí, tô fora.
    Pena ter cérebro numa cidade em que a maioria dos miolinhos são servidos na chapa, como no filme Hannibal. Triste.
    Beijos

  9. Oi Gladis,
    A Toli me surpreendeu. Não costumava nem entrar na loja porque a experiência que tinha mostrava que produziam em série tipo fast fashion com preço de lojas mais exclusivas e eu sou do tipo que compra pouco mas gosta de coisas com qualidade (não necessariamente caras) e sou avessa aos fast fashion em razão das questões trabalhistas que você já conhece. Das últimas vezes que comprei lá achei o acabamento ruim e os tecidos muito fracos. Acabei indo à loja do Natal Shopping e comprei dois vestidos, um dos que você mostrou aqui e um levinho de seda, super bem cortado. Achei os preços bons para a qualidade; o acabamento e o corte melhoraram muito. Não sei sobre a malharia mais básica, mas as peças da coleção estão realmente bem boas e com opções de vestidos que cobrem nossa bunda, porque viu… Boa parte das lojas de Natal só vende vestido para quem tem as coxas da grossura do nosso braço, haha, a saia sobe e vira blusa. Ah, não ligue para comentários como o dessa ‘Fernanda’, melhor nem responder. Beijo!

  10. Adorei a sua resposta pra tal da Fernanda.. Quem fala o que quer ouve o que não quer já dizia minha vozinha que Deus a tenha…

  11. O que eu não curto (ou curtia, vou dar outra chance a Toli) era mais ou menos isso que a Meire falou. Sempre achei os tecidos muito fraquinhos. Vc compra e com alguns meses já tá feinho. Outra coisa é que sempre achei caro o preço cobrado para um vestido de malha que vc chega na esquina e tem outra pessoa com outro IGUAL (já aconteceu comigo). Ainda bem que a outra era baixinha e gordinha e eu fiquei bem melhor com o vestido do que ela, mas E SE FOSSE A RAICA OU TU? Morria estribuchando…

    Mas esses que vc postou, NUÓSSA. Cada um mais lindo do que o outro, e do jeito que eu gosto, simples, preto com um corte que favorece gente com peito e bunda (mas é claro que com esse seu corpinho FICA FÁCIL, NEAW?!?! Essa cintura finíssima ainda vai ser um motivo pra eu deixar de falar com vc, AHAHAHAHAHA #invejabraba, pode ir se benzer. ahahahaha)

    Depois conto de me serviu.

    Bj

  12. Com vistas a sanar a dúvida da Fernanda, apresento aqui a lógica dos publieditoriais mentirosos simplificada:
    Dica – dinheiro = opinião
    Dica + dinheiro = cilada, bino!

    Portanto, a Gladis está certíssima em sinalizar TODOS os publieditoriais do blog, a fim de que a própria leitora possa optar por acreditar ou não na autenticidade das dicas apresentadas. Publieditorial disfarçado de dica amyga é GOLPE.

  13. Um exemplo dessa safadeza que sempre me faz rachar de rir: “meninas, quando soube que a Loja X estava de coleção nova, corri lá pra conferir as novidades e mostrar aqui pra vocês! montei alguns looks com minhas peças preferidas. pena que não dá pra mostrar tudo, porque tá tudo lindodemorreraivouestrebucharsenãocomprartudo. A Loja X fica na rua dos bobos, número 0″. Como diria Ana Maria Braga, “ACOOOORDA, MENINA!” – a blogayra vai conferir as novidades da loja não pra mostrar prazamigue, e sim porque o contrato exige que as peças sejam divulgadas periodicamente no bloguinho. Sem essa divulgação, a blogayra não vê nem a cor da grana. E, no fim das contas, sucede que as leitoras desavisadas financiam essa “parceria de sucesso”, essa relação simbiótica entre a loja e a blogueira, entrando numa espiral de consumismo que consiste em abastecer os bolsos e, consequentemente, o armário da dondoca do blog de “peças desejo” novas, que serão mostradas no blog, desejadas por muitas e compradas por várias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>